• Cape Psicologia

Psicologia Positiva na Escola

Por Patrícia Bock Bandeira, professora do CAPE


Você foi chamado na escola para ter uma reunião a respeito do comportamento do seu filho. Em geral, a primeira coisa que vem na cabeça é “ihh, o que será que esta criança aprontou?”.


Temos essa tendência a pensar que vamos vivenciar uma situação ruim, em parte porque raramente vemos a escola chamar os pais de alunos com bom rendimento ou comportamento para dar um elogio, então já presumimos que vamos receber alguma notícia negativa. O inverso também é verdadeiro: quantas vezes os pais solicitam uma reunião com um professor ou professora para reconhecer a qualidade de uma aula ministrada ou o esforço em atender às necessidades dos alunos?


É interessante notar que, em geral, tanto a família quanto a escola agendam conversas e reuniões entre si somente para apontar dificuldades e problemas - mas raramente para reconhecer ou elogiar pontos positivos ou avanços.


No entanto, existe uma abordagem chamada Psicologia Positiva que propõe uma nova forma de encarar as coisas. Essa área da Psicologia estuda os aspectos positivos e saudáveis dos indivíduos, grupos e organizações, preocupando-se em fortalecer suas qualidades ao invés de focar e corrigir as deficiências. Isso não quer dizer que trabalhar com os problemas não é importante, é preciso também valorizar o que merece ser reconhecido e reforçado.


Essa abordagem, introduzida principalmente pelo psicólogo Martin Seligman, pode facilmente ser aplicada no contexto escolar. Imagine as seguintes situações:

- nos conselhos de classe, se o tempo dedicado a queixas sobre os alunos com baixo rendimento escolar fosse dedicado para entender as razões que levaram alguns alunos a melhorarem seu desempenho?

- se compartilhássemos mais as histórias de sucesso dos professores no manejo com os alunos, ao invés das discussões?

- se reforçássemos também a atitude daquele adolescente que se ajudou o colega, ao invés de somente repreender quando é indisciplinado?


Sem dúvida essas pequenas mudanças contribuiriam para criar um clima escolar mais favorável, contribuindo para o aprendizado dos alunos e para o desempenho profissional dos educadores.


Que tal você já aplicar essa ideia a partir de agora? Faça um elogio a um colega, comente sobre alguma mudança positiva feita pela gestão ou convide familiares de alunos com bom rendimento para uma conversa de reconhecimento do esforço da criança. Você vai fazer a diferença no dia de alguém e no seu próprio dia também. 🙂


Se quiser saber mais, essa abordagem é estudada nos cursos de Especialização de Gestão em Psicologia Escolar e Formação em Psicologia Escolar EAD do Cape.

61 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo