• Cape Psicologia

A felicidade de aprender

A aluna do curso EAD de Formação em Psicologia Escolar, psicóloga Márcia Antunes Correia Leite Alves, de Brasília, nos traz uma reflexão sobre motivação escolar a partir da frase do educador e psicanalista Rubem Alves, 2001: “O que penso dos jovens e da educação não me permite aceitar que a escola seja uma experiência de dor”.

Segundo Rubem Alves, educar não é ensinar os conteúdos que são aprendidos nos livros e computadores, é ter na presença constante do professor uma oportunidade de “ver” o mundo. 

Entretanto, lembramos muito pouco de nossos professores, mas não esquecemos dos amigos, de alguns momentos do recreio e de algumas brincadeiras. Com isso percebemos que as experiências de alegria na escola estão relacionadas às amizades, deixando de lado à alegria de aprender, de compreender e de estudar.

A educação precisa proporcionar às crianças e jovens, a experiência de ver o mundo com seus próprios olhos, descobrir, experimentar, tirar as próprias conclusões das situações apresentadas, pois apenas dessa maneira farão sentido para o aprendizado. Os sentimentos e emoções precisam fazer parte do dia a dia na escola, relacionando-se com uma aprendizagem significativa. Focar mais nos acertos do que nos erros, focar mais na alegria do que na tristeza. Valorizar mais o aluno e a contribuição que ele pode dar para a descoberta do conhecimento.

O professor não precisa ser aquele sujeito que detém o conhecimento, mas o que junto com seus alunos proporciona as descobertas, contribuindo para as diversas aprendizagens, respeitando a individualidade, para que todo o processo educacional seja realmente significativo para os jovens. Motivar de forma que as barreiras que separam a escola do mundo sejam transformadas em experiências. A escola precisa estar inserida no mundo dos jovens, ser um espaço de aprendizado através da alegria em curiosidade de adquirir um conhecimento relevante para sua vida.

Enfim faz-se necessário que a escola acompanhe na mesma velocidade as transformações de uma sociedade em que os jovens buscam mais, exigem mais, são questionadores e não querem “perder tempo” com assuntos e conteúdos que não exprimem a realidade em que vivem, por isso o papel do professor também é importante nesse novo contexto social.

A motivação tem um papel primordial na educação. O professor como mediador focado no aprendizado significativo precisa encontrar meios de fazer com que seus alunos despertem a curiosidade positiva, de forma que a alegria de aprender se instale em todo o processo de ensino aprendizagem. Assim como os alunos o professor também necessita estar sintonizado nesta mesma alegria, em função de satisfazer uma necessidade interna de prazer e valorização do seu trabalho. A cumplicidade entre professor e aluno desenvolve um vínculo ora importante neste processo. Pois ambos estão se afirmando enquanto indivíduos inseridos em uma sociedade em constante transformação, em que professor e aluno buscam incentivos internos e externos para continuar nessa jornada.

Em todo esse processo tenta-se mudar o olhar de uma escola tradicional que valoriza somente os números e ou notas para especificar um desenvolvimento cognitivo. Contudo vale dizer que o desenvolvimento cognitivo não está somente dentro da escola, está na vida diária dos discentes e a escola é uma continuidade dessa rotina. O prazer de viver, de descobrir de crescer enquanto pessoa ultrapassa o muro que separa a escola do mundo. A escola de hoje precisa ser mais do que números e palavras, precisa valorizar o indivíduo e tudo que nele se faz presente, focando no positivo, focando em aprendizados significativos que não só englobem o cognitivo como também o emocional e o social. Sem emoção não se chega a lugar algum.

Mais do que isso, considerar as diferenças e através delas mudar o olhar da educação, colaborar para uma escola de saberes e descobertas significativas, transformando a vida de seus alunos e tornando o espaço escolar num lugar “mágico” em que crianças e jovens queiram estar presentes e através dela descobrir a felicidade de aprender.

Saiba mais sobre o curso de Formação em Psicologia Escolar EAD clicando aqui

#escola #motivação #Professor #Respostas

0 visualização
Entre em Contato

E-mail: cape@capepsi.com.br

Telefone: (51) 3516.5681

Escreva seu e-mail no campo abaixo para receber notícias e avisos de abertura de cursos:

Siga-nos no facebook:

CAPE - Centro de Aperfeiçoamento em Psicologia - cape@capepsi.com.br